Nos meus anos de trabalho na Universidade Tiradentes (UNIT), tive o prazer de conhecer várias pessoas interessantes. Uma dessas, com certeza, foi a Professora Colette Dantas. Paraibana de Campina Grande, cresceu na capital pernambucana, Recife, onde formou-se em Educação Artística na UFPE em 1981, tendo ainda residido em Vitória (ES) onde formou-se em Arquitetura e Urbanismo pela UFES em 1991 e no Rio de Janeiro onde fez mestrado também em Arquitetura pela UFRJ em 2005, antes de mudar-se para Aracaju para lecionar no curso de Arquitetura na UNIT onde a conheci.

Tendo formação nas áreas de arquitetura e artes cênicas, Colette também é atriz, cenógrafa, figurinista e diretora artística, atuando em variadas peças teatrais, além de um programa televisivo e uma produção cinematográfica. Unindo suas duas formações, passou a trabalhar em projetos de edifícios teatrais. E é aqui que entra o livro “Revivendo o Melpômene – Cinco Atos das Memórias de um Teatro de Madeira”, obra que se propõe a contar a história da sociedade capixaba do final do século XIX, Melpômene, a qual trabalhou arduamente para a construção do primeiro teatro construído de fato para esse fim da cidade de Vitória.

Colette Dulce Dantas Gomes
Professora Colette Dantas

Nesse belo trabalho de pesquisa histórica e arquitetônica organizado pela Professora Colette em cinco atos, cada qual escrito por um especialista que participou da pesquisa que resgatou a memória do antigo teatro.

Em seu primeiro ato, escrito pelo ator, cientista social e escritor Agostinho Lazzaro, descobrimos como se deu o início de sua paixão e curiosidade pelo antigo Theatro Melpômene e como aos poucos a ideia de revivê-lo foi tomando forma. Ainda nos apresenta um instigante questionamento sobre o poder público do município de Vitória-ES: estariam os vitorienses destruindo suas grandes casas teatrais? Um belo e curioso começo.

O segundo ato, escrito por Rogério Frigerio Piva, Professor graduado em História pela UFES e membro do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, revela um extenso e bem documentado histórico da Sociedade Dramática Particular Melpômene, mostrando sua luta em construir o primeiro teatro de fato do Espírito Santo, uma vez que as apresentações teatrais eram realizadas em prédios alugados. É também contado como o falecimento de seu principal idealizador e mantenedor, o Dr. Manoel Feliciano Moniz Freyre, afetou e atrasou os trabalhos da Sociedade. Um rico e belo trabalho de resgate de parte da história da cidade de Vitória através do estudo da Sociedade Melpômene.

capa

Temos no terceiro ato o relato igualmente rico, ainda que breve, do período de funcionamento do Theatro Melpômene, desde sua inauguração em 1896 até sua demolição em 1925, um ano após um princípio de incêndio na cabine de projeção durante a sessão do filme “Ordens Secretas”, que causou pânico, muitos feridos, duas mortes e culminou com sua interdição. Um relato vívido dos quase trinta anos de existência do teatro através das palavras de Diovani Favoretto, Bacharel em Ciências Naturais, especialista em História Social e graduanda em Arquivologia, todos pela UFES.

No quarto ato, a Professora Colette Dantas, nos traz uma análise do processo de criação arquitetônica do Teatro, através de um minucioso trabalho de pesquisa em documentos e periódicos da época, revelando um belíssimo teatro cujo usos e atribuições foram além das atividades estritamente cênicas.

foto-livro
Capa e Contracapa da obra

E, finalmente, no derradeiro ato o resgate da memória visual do teatro com fotos da época, cartões postais dentre outras. Um lindo desfecho para um livro cuja produção faz questão de evidenciar o amor de seus autores pela interessante história do Theatro Melpômene.

♦  ♦  ♦

Se você curtiu o post e tá gostando do Habeas Mentem, não deixe de curtir também nossa fanpage! Até mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s